quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Uma coisa é certa


Estamos juntos há dez anos. Um ano e meio desses dez anos, casados. Nestes dez anos estamos há quatro a tentar ser pais. Adoptamos um gato e compramos um casa. Fizemos a primeira fertilização in vitro e tivemos o nosso negativo (com muitas dezenas deles atrás deste).

A nossa vida na maior parte dos dias é feliz e um abraço dele tem o poder que curar todas as minhas tristezas. O meu gato é o meu anti-stress e tenho uma janela cheia de catos e uma estante cheias de livros. Por isso, se no fim formos só os dois, um gato branco e uma casa com muito sol já valeu a pena viver.

18 comentários:

м disse...

É esse o espírito. Apesar de tudo, há que nos focarmos nas coisas boas que já temos. Não invalida a dor do que queremos e não temos, mas ajuda a relativizar.
Acredito que ainda vão ter o vosso bebé mas enquanto não têm, têm-se a vocês os dois, ao vosso gato e às outras coisas boas da vossa vida. Força!

Dona Maria disse...

Sempre pensamento positivo, os dois unidos é meio caminho para que tudo corra bem no final. E tenho a certeza que no final vão ter a vossa recompensa.

Mylittlefairytale disse...

É bom manter esse espírito Maria ☺️ Ajuda-nos nos momentos mais difíceis!

Mas a tua luta ainda não acabou, ainda agora começou! O mais importante é manterem-se unidos que o resto acaba por acontecer 😊

Marina Maia disse...

Maria vale sempre a pena viver, mas não percas a fé.
Acredita
Beijinho

Green disse...

Mesmo que a felicidade não seja completa, se formos felizes com o que temos, de facto já vale a pena :)**

Anónimo disse...

Não precisa ter um filho para ser uma verdadeira Mulher. Que obsessão. Pode adoptar. No entanto, existem milhares de mulheres na mesma situação e acredite, não é o fim do mundo. É tempo de lutar por si e não para agradar ao marido e às outras pessoas.

Micaela Santos disse...

Olá Maria,
parece-me que têm uma vida perfeita, os animais também preenchem uma casa, as plantas!
O nosso lar somo nós que fazemos. Cá em casa também somos só duas, eu e a minha filha. O meu marido faleceu há 12 anos quando e minha filha tinha 2 anos e eu 29! Custou-me muito... sentia que a minha família tinha ficado incompleta, ainda por cima queria mais que um filho, pois sou filha única, eu tinha planos para uma família grande!
Mas tive de me adaptar à nova realidade, a ano após anos posso dizer que consegui e somos felizes as duas e não é só porque somos só duas que não somos uma família!

Mas agora em relação a ti, não desistas ainda, pois eu acompanhei de perto um casal na minha família que passou pelo mesmo e quando já não tinham esperança deu o positivo!
Continua, mas só não faças com que a tua felicidade dependa disso!
Tudo de bom!
Abraço.

Meu Velho Baú disse...

Até me deixou de lágrima ao canto do olho.
É mesmo isso .
E um dia quem sabe virá alguém para contribuir para que esse ambiente seja ainda mais Feliz .
Beijinhos

J. disse...

Maria,espero que não desanimes. A vida tem muito mais, muito mais para dar e receber.
Nós que lutamos contra a infertilidade temos de ter uma grande resiliência, mas - algum dia, será o dia! Tenho a certeza que se acontecer será um bebe muito desejado e amado, mas também tenho a certeza que se não acontecer, eu farei tudo para ser feliz.

De alguma maneira, temos esta provação que nos deixa assustados, nos faz querer desistir e nos faz questionar qual o sentido de tudo isto. Mas eu sei, que nos final tenho alguém ao meu lado que me ama incondicionalmente e que me escolheu por amor. Espero que também sintas isso dentro de ti e que não desistas, porque um dia - será o dia!

Os meus momentos favoritos disse...

Nunca percas a esperança, ás vezes quando menos esperamos as coisas boas acontecem. Beijinhos

Paula Almeida disse...

Nem mais!

Adorei este post!

PadaandLuda * Página * BlogLovin

a n a a r q u i a disse...

talvez näo seja uma vida exatamente como você sonhou, mas ainda assim me parece uma vida täo bonita.

Vera disse...

Oh pah, grande "estalo" nos destes para acordar para avida!
Um beijinho e um xi apertadinho

Procura dentro de ti disse...

Adorei o post.

Muito inspirador e cheio de amor. Não percam a esperança, ora essa! Mas foquem-se nisso tudo. Tão bom <3. Força.

Cynthia disse...

Oh, gabo o teu espírito! A sério, acho que tens muita força. Continua a encarar a vida dessa forma :*

Love Adventure Happiness disse...

Claro que sim! É bom que tenhas essa mentalidade mas ainda há possibilidade de serem mais ;)

Emma disse...

Adoro esse espírito positivo! ♥

eu disse...

Não tenhas dúvidas que esse sentimento é fundamental para conseguir sobreviver à infertilidade - saber que os dois juntos fazem sentido, mesmo sem um terceiro. Sei na pele o quanto custa. Esperei 6 anos pelo meu positivo - e francamente já não acreditava que ele pudesse chegar. Mas este sentimento que descreves foi-nos mantendo à tona, apesar de tudo.
Um beijinho grande.