terça-feira, 5 de junho de 2018

A infertilidade adiou muita coisa na minha vida.

  

A infertilidade adiou muita coisa na minha vida. A infertilidade roubou-me sonhos. 

Se a infertilidade não me fizesse companhia teria um filho com três anos e outro com um. Se a infertilidade não me fizesse companhia a minha lua de mel tinha sido em São Tome e Príncipe. Se a infertilidade não me fizesse companhia não tinha feito tantas análises, exames e ecografias. Se a infertilidade não me fizesse companhia teria comemorado dez anos de namoro e um de casada em Marrocos. Se a infertilidade não me fizesse companhia os meus pais seriam avós, o meu marido pai e o meu irmão tio.

6 comentários:

м♥ disse...

Pensa no último post antes deste: a cada consulta, o caminho encurta! <3

Qualquer coisa disse...

Nem imaginas como te compreendo. Como te tinha dito nós marcamos as férias sem dar "importância" à questão da infertilidade e das consultas, fizemos férias em Portugal na mesma altura que vocês e queríamos aproveitar porque se tudo correr bem são as últimas férias a 2. Antes de ir de férias liguei para o centro PMA onde estamos a ser acompanhados para saber como estavam as marcações para a consulta que estávamos à espera, visto irmos de férias. A senhora disse que não tinha essa informação que ia ver com a enfermeira e que ligavam. Ligaram... no nosso segundo dia de férias... a querer agendar uma consulta para o dia seguinte... obrigada vida por não nos fazeres esquecer dos nossos problemas!!! Não fomos... agora estamos a aguardar nova marcação... e isso mesmo que não quiséssemos ensombrou o resto das férias.... fez questão de marcar presença... sempre... todos os dias, mesmo quando eu digo que quem já esperou tanto tempo também consegue esperar mais umas semanas, na minha cabeça não consegue parar de pensar no assunto. Que consigamos manter o sorriso na cara e a fé no coração. Beijinho muito grande.

Green disse...

Força querida*

Um Mundo a Três disse...

Não consigo imaginar o que sentes. acredito que só mesmo quem passa. Muita força e coragem. beijinhos

Ellie disse...

Acho que não há palavras que possam ajudar-te neste momento. E eu não sei mesmo o que te dizer para te devolver algum ânimo... Vou deixar-te um abraço virtual bem apertado e carregado de esperança e muita energia positiva para ti. :)

Sonhadora disse...

Um abraço bem apertado, querida Maria. Beijinhos.