sexta-feira, 16 de março de 2018

Escolher a nossa casa ♥

Escolher uma casa para comprar não foi fácil: tinha que ser até um determinado montante, num determinado  raio de distância  do trabalho, tinha de ter uma sala grande, tinha de ter muita luz, não tinha que ter obrigatoriamente garagem, tinha de ser algo relativamente recente, tinha que ter três quartos, tinha que ter janelas grandes (...).

Nem fomos muito exigentes mas as opções eram tão poucas que houve dias que achei que não íamos encontrar a nossa casa.

Inscrevemos-nos em varias agência imobiliárias, em grupos de facebook, em anúncios espalhados por todo lado. 

Vimos casas em que a sala era do tamanho de quartos - uma mesa de jantar e um sofá na mesma divisão era de esquecer. Vimos casas em que sol não incidia directamente na casa. Vimos casa com infiltrações em várias divisões. Vimos casas em que a sala parecia um corredor de tão comprida e estreita que era.

Nós só queríamos uma casa com áreas razoáveis para um dia viverem quatro pessoas e uma gato. Nós só queríamos uma casa com sol e pouca humidade. Nós só queríamos uma casa a preços acessíveis que nós permitisse comer coisas para alem de sopa.


6 comentários:

rosa_chiclet disse...

é um luta encontrar a nossa casa.. mas sabe tão bem quando a encontramos e enchemos de amor :)

beijos***

Um Mundo a Três disse...

É mesmo difícil escolher uma casa, lembro-me que a minha casa ideal na altura da procura era a junção de três casas que visitámos e como não era possível tentámos reduzir ao máximo os nosso critérios dentro do nosso limite de preço. Os critérios eram: Sala com pelo menos 30 m2 e lareira, 3 quartos, muita luz, garagem e cozinha minimamente gira e moderna. Tive que abdicar das casas de banho com janela, algo que gosto imenso. Na altura também abdiquei do elevador, porque não era uma casa para a vida e a nossa ideia sempre foi juntar algum e fazer uma casa de raiz. Se soubesse que ia ter três filhos ainda para mais dois de uma vez, teria sido dos critérios mais importantes. Aliás se soubesse possivelmente teria logo comprado uma moradia. Subir até ao segundo andar com três miúdos pequenos é dose. É provável que mudemos de casa brevemente e lá passaremos pelos mesmos dilemas, até porque já desistimos da ideia de construir uma casa de raiz...

C. disse...

Como te compreendo... felizmente já passei essa fase mas depois é espectacular pois depois fazes o que queres... é tua :D

Beijinhos,
O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

Green disse...

Nunca é fácil, mas deve ser um sensação fantástica quando se encontra :)

D disse...

Estou convosco nessa luta e busca que parece não ter fim. Ou antes parece um bêco sem saída :( mas vai aparecer. Não desanimem. A casa de cada um estará reservada para um momento especial :) Beijinhos e boas procuras

Anónimo disse...

Encontrar a casa ideal é difícil, principalmente quando já temos algo idealizado. O mercado imobiliário também sofreu uma grande inflação, muito derivado à facilidade de crédito.
Nós notamos muito isso quando solicitamos orçamentos para a construção da nossa casa. Tínhamos um valor inicial que em 2 anos sofreu um aumento considerável. Por outro lado, para quem como nós tem terreno, é difícil de aceitar pagar por um T3 na aldeia, o preço que colocamos a casa pronta a habitar.!
Ainda continuamos na nossa luta, que já dura há quase 3 anos...
beijinho