terça-feira, 31 de outubro de 2017

O amor que tenho ao meu gato

 
Nunca gostei de gatos, achava-os desconfiados e incerto, eu gostava era de cães.  Um dia o meu gato foi-me colocado nos braços e pensei "Tenho de o levar comigo, este é o meu gato". Trouxe o meu peludo para casa, mas nem tudo é fácil quando se tem um gato. O meu deixa pelos por todo o lado, não gosta de portas fechadas, atira-se contra as portas durante a noite mas eu tenho um amor por ele inexplicável. Eu encontrei o gato da minha vida.

8 comentários:

Green disse...

Tão bom :)

Carol Souza disse...

Que lindo, também sou apaixonada pelos gatinhos!

infimaluz.blogspot.com

A.João disse...

O engraçado é que, mesmo sendo por vezes uns sacaninhas não conseguimos deixar de gostar deles :)

Há vida depois das 5 disse...

Cá por casa existem 2 gatos maravilhosos, mas largam pêlo que se farta, arrisco mesmo a dizer que aspiro a casa de 2 em 2 dias e que o sítio preferido deles para dormir/ estar é dentro do roupeiro, são portas de correr e eles abrem com muita facilidade. Não e nada porreiro, mas eles são felizes assim e eu também ;) !!
Beijinhos

Sofia disse...

A minha história com o meu gato foi tão parecida com a tua <3

Flor de Jasmim disse...

Minha querida,

como compreendo esse teu sentimento. Tenho 3 eram abandonados, recolhi-os, tinha muitas condições para os ter quando vivia numa quinta, mas agora num apartamento não é a mesma coisa, todos os dias a casa é aspirada, não há uma única porta fechada cá em casa, a não ser a que dá acesso à rua, mas a tranquilidade e o amor que me transmitem, sobrepõe-se a qualquer esforço extra.

Bom feriado minha querida e um grande beijinho.

Sonhadora disse...

Nós temos dois e são uma grande companhia, são família :)

♥Cat disse...

Oh ♥
Eu também nunca tinha tido animais de estimação e não me via a viver com gatos mas agora tenho dois e uma paixão incrível por eles!