quinta-feira, 5 de maio de 2016

Infertilidade


A infertilidade é um tema tabu, ninguém gosta de falar nela. Quem sofre de infertilidade,  não fala disso muitas vezes com medo da pena que os outros vão sentir de nós. Sofrer de infertilidade é ver as amigas todas a ficarem grávidas - ficando imensamente felizes por elas e com uma gigante pena de nós próprias. É não ter a possibilidade de fazer dos nossos pais, avós. 

31 comentários:

L. das horas disse...

Deparei-me com essa questão quando fiz o congelamento dos meus ovócitos na Maternidade ALfredo da Costa. Nunca tinha percebido que tanta gente jovem sofria desse mal. Não se fala,é por isso que não se sabe.
Ainda não sei como será essa questão para mim, daqui a uns anos, mas estou ciente que existem variadíssimas opções, sendo a mais "drástica", a adoção.

D. disse...

É um dos meus maiores medos...

Sofia disse...

É um dos meus maiores receios, a ponto de me tirar o sono, por vezes. Imagino que seja uma sensação avassaladora...

Xica Maria disse...

Conheço várias meninas com problemas que não as deixam engravidar. Felizmente a medicina está avançada e muitas acabam por conseguir quando pensavam que já não havia solução.

Andrea disse...

É um dos meus medos :/

м♥ disse...

Tenho algum receio também, mas felizmente (e embora não seja bem a mesma coisa) existem imensas opções! Espero que encontres a que mais se adequa a ti e que venha daí esse tão desejado bebé :) Muita força!

Nádia disse...

Eu não quero ter filhos e não acho que tenha a responsabilidade de fazer dos meus pais avós, apesar de ser filha única. Mas sei bem que, para quem tem esse desejo, deve ser imensamente frustrante. Força, vais conseguir!

Susana Correia Dos Santos disse...

De certeza que há uma solução para ti :-)

Catarina disse...

Tão verdade o que escreveste...

Meu Velho Baú disse...

Tens toda a razão e " nós pais " por vezes e não é por mal somos um pouco inconvenientes com a pergunta : - Então quando sou avó(ô) não pensando que por detrás pode haver um problema complicado.
Mas a medicina está bastante desenvolvida nessa área e faz milagres , por vezes em vez de um bébé vêm dois.:)
Bjs

pequenasvontades disse...

É das situações onde acho que a sociedade está pior preparada para lidar, seja pelos insistentes "Então quando vem o bebé?" ou a falta de apoio às pessoas que passam por isto.
Espero, profundamente, que tudo se possa resolver e que alcances o teu sonho =)

nobody listening disse...

Vou torcer muito mas mesmo muito para que deixe de ser um sonho e se torne uma realidade! Deus há-de querer dar-te essa alegria
Beijinho no coração

Catarina disse...

Infelizmente, os casos de infertilidade são cada vez mais... Não sei o que te diga nem consigo imaginar a dor que se sente, pois só quem a sente é que tem legitimidade para dela falar... Força, um beijinho grande**

Flor de Jasmim disse...

Não costumo ver TV durante o dia, mas esta semana vi um pouco de um programa "A Tarde é Sua" na TVI chorei baba e ranho ao ouvir falar do seu sofrimento uma rapariga que é vitima de infertilidade e pensei em alguém muito especial.

Força minha querida e um grande beijinho.

Shinobu disse...

A minha irmã têm síndrome dos ovários policísticos, já tentou fazer fertilização in vitro e infelizmente não resultou. Não sei como é o sofrimento dela, mas eu sinto algum sofrimento por ela, entristece-me ver tanta gente com gravidezes indesejadas e ela que deseja tanto não consegue...

estrela disse...

Acho que é um medo comum a todas nós, e sinceramente acho injusto haver pessoas que engravidam com tanta facilidade e outras que tentam durante anos e anos..não consigo entender o porquê destas coisas!

Isa Sá disse...

Infelizmente um problema que afeta muitos casais...

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

Um Mundo a Três disse...

A mim doí-me só de pensar e sempre que tenho conhecimento de alguém que está a passar por isso desejo tanto que tudo se resolva como se desejasse para mim. É injusto pais quererem ser pais e não conseguirem e pais que nunca deveriam ter sido pais serem pais com uma facilidade incrível. Desejo do fundo do coração que 2016 te traga a tua estrelinha, nunca desistas, os finais felizes existem, existem mesmo. um beijinho

Dulce disse...

Eu tenho 50 anos e nunca engravidei, apesar dos 1001 tratamentos, fertilização em vitro etc.... tenho um filhote com 18 anos lindo que felizmente adotei aos 3 anos, e não posso ser mais feliz.
Se gosto tanto dele como se fosse gerado em mim? acho que sim apesar de não ter termo de comparação.
Amo-o mais de que tudo, e aqui encaixa perfeitamente o velho ditado - parir é dor, criar é amor, é a minha "loucura".
O Francisco sabe que foi adotado.
Foi, sem a menor duvida, a minha melhor obra, criar o Francisco. E ser MÃE de um menino tão lindo.
Deus existe de tantas formas que as vezes ignoramos e é preciso tão pouco para seremos felizes.
Nem tudo é cor de rosa, também temos momentos menos bons mas com amor tudo se ultrapassa.
Bjs

Daniela S. disse...

'E preciso falar mais de infertilidade! Cada vez existe mais pessoas a sofrer de infertilidade 'e necessario falar dela, para chegar a todos a mais informacao ,e principalmente a empresas que financiam investigacao nessa area.
A ciencia avancou muito nos ultimos anos, mas e preciso estudar, perceber muito mais.
Desejo-te que tudo corra bem a quem sofre de infertilidade.

Cláudia M disse...

É também um dos meus maiores medos... Vamos ver como vai correr... E deve-se mesmo falar de infertilidade.

Um beijinho e um bom fim de semana para ti, Maria.

Marta R disse...

Muito medo. É preciso estar informado, connhecer a realidade e os avanços que têm realmente sido muitos nesta área.
Encontrei por acaso o blog, e foi um (muito) bom acaso!
Parabéns pelo blog!

Green disse...

Não sei o que me espera, mas tenho receio que me aconteça. Força*

S* disse...

Uma dor de alma...

Coquinhas disse...

<3

Su disse...

Deviamos falar muito para podermos ajudar quem sofre as mesmas dores. Casei quase aos 30. Começamos logo a tentar engravidar. Durante 3 anos não queria ver a realidade e achava que a qualquer momento ia acontecer. Quando olhei para trás tinha perdido 3 preciosos anos...foram precisos mais 4, duas inseminações e três FIV para termos o nosso bebé, hoje com 7 meses. Mas essa foi a parte mais simples...porque 7 anos a levar com a ignorância alheia e com pérolas como "tens de deixar de querer,de pensar nisso..." Como se fosse possível desligar...e muitas vezes ouvia, se quem passou por este processo "Quando deixei de pensar no assunto aconteceu..." sabendo que tinham feito tratamento, não assumiam como se fizesse delas menos mulheres! Eu sinto o contrário! Sou muito mulher! Sou muito mãe! Lutei com todas as forças que tinha, dei tudo de mim...e consegui! Hoje o meu marido também conseguiu ser pai é os meus pais, avós. Não desistas, por muito que por vezes seja! Luta sempre...porque de vez em quando somos brindados com verdadeiros milagres. (Sempre que quiseres estou aqui para falar...não é tabu para mim)

Joana disse...

Espero sinceramente que o teu sonho se realize depressa e que a vida te dê muita força até acontecer. Um abraço muito apertado de mim para ti :)

AMOR XXS disse...

Não devia ser tabu, é um assunto que afecta muitos casais e as pessoas precisam de estar sensibilizadas para isso, para perceberem que perguntas inofensivas podem magoar muito. Pelo que sei, quem sofre deste problema deve lutar por uma melhor eficiência no serviço público, ninguém deve esperar tanto tempo para realizar o seu sonho. Não só pelos tratamentos de fertilidade, mas também pelos processos de adopção.
É preciso falar, desabafar, lutar. Força, Maria, não percas a fé num sonho tão bonito.

São Gémeos disse...

Há vários tipos de infertilidade e várias causas, infelizmente continua a ser tabu, comparado com muitas mulheres não passei muito assim, foram dois anos que pareceram 10 , alguns obstáculos, que felizmente conseguimos ultrapassar. Espero que consigam, de coração.

Catarina disse...

Excelente post minha querida. Na minha opinião a Infertilidade traz uma dor que só quem passa por ela sabe o seu verdadeiro valor.. Assim como todas as outras dores, claro!
Beijinhos**

Smurfina Smurf disse...

Mesmo :(
Eu falava da infertilidade sem problema na (minha) cidade. Na vila (dele) não dá.. Tenho a certeza que ia haver olhares de pena por todo o lado e não estou para isso.
Sim, todas as amigas, primas, vizinhas.. Toda a gente engravida à volta de quem tem problemas de infertilidade :(