quarta-feira, 23 de setembro de 2015

(Alguns) Livros deste verão


Ernestina é mais do que um romance autobiográfico ou um volume de memórias de famílias ficcionadas. É um fresco de Trásos- Montes, dos anos 1930 aos anos 1950, um romance que transcende o relato regionalista e que transpôs fronteiras, transformando-se num fenómeno editorial na Holanda. Ernestina é também o nome da mãe do autor e da intrépida protagonista deste livro. Sobre ela J.Rentes de Carvalho disse: «Mãe de um só filho, a sua vida, que foi uma de tristeza, amargura e terrível solidão, dava um livro. Escrevi-lho eu. E a sua morte quebra o último elo carnal que me ligava à terra onde nasci. Felizmente são ainda muitos os laços que a ela me prendem.»

 

"Durante mais de uma década, Jenna Metcalf não deixa de pensar na sua mãe, Alice, que desapareceu em misteriosas circunstâncias na sequência de um trágico acidente. A criança que era então não conservou lembranças dos acontecimentos, mas Jenna recusa-se a acreditar que a mãe a tivesse abandonado e relê constantemente os diários que ela escrevia com as observações da sua pesquisa sobre elefantes, tentando encontrar uma pista oculta.  Desesperada por obter respostas, Jenna contrata dois improváveis ajudantes, uma médium famosa por encontrar pessoas desaparecidas e um detetive que já tinha estado envolvido na investigação do desaparecimento de Alice. E assim parte determinada a descobrir a verdade."

 

"Um dos mais famosos episódios do terrorismo contemporâneo, o atentado de Tóquio não só traumatizou as vítimas directas como abalou toda a sociedade japonesa. O que sentiram os sobreviventes do ataque? Como reagiram? Como explicar a obediência dos fiéis seguidores do líder da seita Verdade Suprema? Em «Underground», Murakami compõe as entrevistas que realizou a dezenas de vítimas do gás sarin e a vários membros da Aum Shinrikyo (Verdade Suprema), tecendo uma narrativa em que procura compreender a relação entre o atentado e a mentalidade japonesa."

 

"Com que facilidade é possível passar-se dos píncaros do poder ao inferno da ignomínia, da plenitude da vida aos caprichos da morte?  Em Barcelona, no ano de 1799, uma corte ociosa, corrupta e libertina prepara-se para receber um novo século. Enquanto isso, uma série de azares fatais levam à união de um jovem e romântico poeta e de um poderoso juiz, aspirante aos favores de uma baronesa. A paixão do juiz pelas mulheres levá-lo-á a cometer um crime com consequências fatais para o seu destino. Num mirabolante caleidoscópio de aventuras, «Sua Senhoria» oferece-nos o retrato histórico de uma sociedade aristocrática de moralidade duvidosa."

3 comentários:

м♥ disse...

tenho o da Jodi em lista de espera :)

Carmo disse...

O da Jodi Picoult está na lista para comprar, porque na prateleira tenho tantos outros ainda para ler

Green disse...

Não li nenhum desses, mas tens deles que me pareceram interessantes.