quinta-feira, 14 de novembro de 2013

O meu tempo voa


Daqui a uns dias, os 27 anos batem-me à porta. poderia dizer que os 26 foram um ano de transição entre tanta coisa. Como diriam os meus pais "Com 27 já te tinhamos, tinhamos um carro e uma casa paga. E andas tu a gastar dinheiro em viagens, livros, teatro e afins"

23 comentários:

Liliana Fernandes disse...

Muitos Parabéns! E, com todo o respeito pelas escolhas dos teus pais, fazes tu muito bem!...Afinal, são as viagens, os livros, a arte em geral que enriquecem o que temos de mais precioso...o nosso eu, a nossa alma, a nossa identidade, a nossa persona...
Beijinho

Evy Percebes disse...

Parabéns ;) beijinhos

Opinante disse...

Típica conversa ;) Vive e sê feliz!

Caqui disse...

Eu daqui a uns dias faço os 28!!! =) e olha que também ainda não há filhos, nem carro e casa paga (para algumas coisas caminha-se devagar...) acho que a vida é muito diferente do que quando nós nascemos, não sei... por exemplo em relação aos filhos há pessoas que dizem que tudo se cria... mas se não lhes pudermos dar o melhor valerá a pena tê-os?! Não te vou já dar os parabens porque dizem que dá azar =P

Mary disse...

Bom dia querida!
Como eu te compreendo, os meus pais dizem o mesmo de mim. Claro que talvez eu preferisse já ter um carro e uma casa, mas são estas pequenas coisas das viagens e dos livros que nos enriquecem. Temos de aproveitar o que temos e fazer ao máximo o que nos faz feliz :)

L. disse...

Maria do palco, tal como tu, daqui a uns dias (mais que os teus) também contarei 28. Tenho o mesmo que tu, ou melhor, não tenho. Não tenho casa, não tenho carro, mas coleciono viagens e afins, que me deixam muito feliz e mais sábia, penso eu.

Dear Daisy disse...

Eram outros tempos e outras mentalidades...

Tu és muito feliz a gastar o dinheiro dessa forma, não és???

Big kiss

Ju Figueiredo Silva disse...

As gerações mudaram tanto...os nossos pais com a nossa idade já tinham uma vida feita, hoje em dia, nós ainda nos achamos umas crianças para tantas responsabilidades, eu sempre quis (e quero!) ser mãe aos 30, mas, às vezes, ponho-me a pensar "aos 30 ainda vou querer é aproveitar a vida, aos 30 ainda sou muito nova"... enfim!

C disse...

Os pais e os avós muito dizem isso, mas os tempos de hoje estão bem diferentes.

Daniela S. disse...

Pois, estamos mesmo noutra altura. Também os meus pais ja me tinha com esta idade, casa e afins. Se nós não temos nem é por nao querer, é por termos outras prioridades, e por não termos certas oportunidades :P

Marie disse...

Sinceramente eu prefiro essa tua vida :) É tão bom viajar, conhecer sítios, ler ...

MC- Maria Capaz disse...

Antigamente era diferente, agora casam-se depois dos 30 etc etc tudo muda *

Susana Correia Dos Santos disse...

E se um dia vier um terramoto que arrase com metade de portugal (lagarto lagarto) quem é mais feliz? quem perdeu todos os seus bens materiais, ou quem não investiu em coisas e venham os terramotos que vierem têm sempre as suas memórias?

Tons Neutros disse...

Conversa habitual dos pais!

Mrs. BlueBerry disse...

Outros tempos :) Cada um tem as suas prioridades, se a tua é viajar fazes muito bem. Não há nada mais enriquecedor do que conhecer novas culturas. E para o resto, ainda és nova, não te preocupes.

Bj*

Moa disse...

A conversa dos pais é sempre a mesma! Ainda és uma jovem!

O Blog da S. disse...

LOL O meu pai também me diz coisas assim, deixa lá! Ainda és uma jovem, pah!!!

Yasmin disse...

Os tempos eram outros. Com essa idade também os meus já me tinham há uns poucos anos. Continua é a aproveitar para fazeres aquilo que te faz feliz :) Quem me dera a mim, quando começar a trabalhar, ter possibilidade de viajar como tu :)

Beijinho*

Quel* disse...

Exactamente como os meus pais me dizem. Com a minha idade, já tinham a minha irmã e eu anda estou longe, muito longe disso. Mas o que é certo, é que aproveitamos mais a vida do que eles aproveitaram.

Pedaços disse...

A minha avó tem o mesmo tipo de conversa do que os teus pais. Sei que não é por mal, sei que é porque gostava que eu tivesse a vida mais orientada... Mas de que adianta estar casada, com uma prestação enorme de casa e ser infeliz? Quero muito ser mãe e ter uma casa com quintal, mas antes disso, quero viver e fazer imensas coisas! O melhor é viver ao máximo enquanto pudermos, porque estava vida passa tão rápido!

Emma disse...

Cada um gasta o seu dinheiro onde quer :p

Green disse...

Os meus pais já me tinham com 22, mas os tempos são outros, e acho que fazes muito bem viver :)

agatxigibaba disse...

Os tempos são outros, mas no meu caso estou descansada que os meus pais só deram esses passos por volta dos 30 ;)