terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Porque as pipocas precisam de companhia


"Estamos em 1991. O academicamente precoce e socialmente desajeitado Charlie é um ser invisível, que vive no seu próprio mundo, até conhecer um carismático par que o decide ajudar. A bonita e rebelde Sam e o seu destemido meio-irmão Patrick guiam Charlie através de novas amizades, primeiro amor, sexualidade, festas, exibições de meia-noite do filme "Rocky Horror" e na busca pela canção perfeita. Ao mesmo tempo, Mr. Anderson, o professor de Inglês de Charlie começa a introduzi-lo no mundo da literatura, alimentando-lhe os sonhos de um dia se tornar um escritor. Mas apesar de Charlie sentir-se realizado no seu novo mundo de adulto, nunca consegue ver-se livre da dor que arrasta do seu passado, e que inclui o recente suicídio do seu melhor amigo Michael e a morte acidental de uma querida tia. Quando os seus amigos começam planear a saída de casa para a faculdade, o precário equilíbrio de Charlie começa a desmoronar-se, e na origem da sua tristeza está uma chocante revelação."

 Nome do filme: As vanatgens de ser invisivel
Adorei. [10/10]

14 comentários:

Jovem $0nhador@ disse...

Ainda não vi, mas pelo que leu tenho que ver =)

Marta disse...

Maria, se tu dás 10 então está garantido que o vou ver! Vou tratar disso o quanto antes :)

Pi Maria disse...

Ainda não vi, tenho de arranjar o filme para ver :)

Constance disse...

Também o vi, e adorei! Emocionei-me imenso no final :)

L. disse...

Bem... tenho de sacar isto ;)

Lua disse...

Um filme para ver! :)

Xs disse...

Não conhecia, mas pela descrição parece interessante!

Alessia disse...

Ainda não vi esse filme, mas pela tua classificação tenho de ver!

Palavra Já Perdida disse...

á está na pen para ser um dos próximos vistos :)

Aaminah disse...

também ando para ver esse filme :)

S disse...

Quero ver!
Bj S

Emma disse...

Este filme foi um dos sugeridos pela minha professora de psicologia. Não vi mas com uma nota de 10/10 tenho mesmo de ver!

D.Pereira disse...

foi dos melhores filmes que vi nos últimos tempos, fez-me chorar, fez-me sorrir... quando nos relacionamos com os filmes, entramos noutra dimensão totalmente diferente, concordo com a nota que deste!

Green disse...

Já me falaram muito bem, mas não me desperta grande interesse.